A revelação dos sete selos

William M. Branham
20 de março de 1963
Jeffersonville - Indiana - E.U.A.


22 E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e... vinho.

27 E agora encontramos que o Cordeiro saiu, tomou o Livro da mão Daquele que estava assentado sobre o Trono, e abriu os Selos, e -- e desatou... e desatou Aquilo, desatou os Selos para o povo.

65 Ele dirá: “Já aconteceu e não o souberam.” Vêem? Isto será tão, exatamente como um ladrão na noite.

68 Bem, eu imagino que se pudéssemos examinar o mundo hoje, diariamente desaparecem em todo o mundo como que quinhentas pessoas, vejam, eles não sabem nada sobre isso. Elas simplesmente desaparecem.

69 Bem, não serão muitos os que subirão no Rapto.

Agora, eu não quero assustar a vocês, e eu -- e eu -- eu -- eu -- eu não creio que isso seja dessa maneira, porém quero lhes dizer o que Ele disse. E vocês o sabem bem. “Como foi nos dias de Noé, quando oito almas foram salvas por água. Oito almas do mundo, foram salvas através das águas.”

301 Obrigado, Senhor. Oh, que coisa! Estou tão feliz. Sim, senhor. Correto. Tem sido Sua graça. Isso é tudo. Correto. Correto.
A revelação dos sete selos