Vara de Arão

A palavra Amêndoa em hebraico significa "despertando", porque a amendoeira era a primeira árvore que despertava do inverno e florescia. Falava da luz veloz e poderosa.

Só para lembrar, Arão, como todo ser humano, estava sujeito a cometer erros, pecar e se rebelar; mas, Arão era irmão de Moisés, homem eloquente (falava bem), escolhido para ser o assistente de Moisés (o número 2 na liderança), foi quem apoiou os braços de Moisés, separado (ungido) para o sacerdócio. Fez bezerro de ouro? Acusou Moisés? Mas foi o seu cajado que brotou, deu flores e FRUTOS.
A "unção" da amendoeira é a unção do crescimento sobrenatural. Em 24 horas ela brota, floresce e dá frutos.

NUMEROS 17
1 Então falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
2 Fala aos filhos de Israel, e toma deles uma vara para cada casa paterna de todos os seus príncipes, segundo as casas de seus pais, doze varas; e escreverás o nome de cada um sobre a sua vara.
3 Porém o nome de Arão escreverás sobre a vara de Levi; porque cada cabeça da casa de seus pais terá uma vara.
4 E as porás na tenda da congregação, perante o testemunho, onde eu virei a vós.
5 E será que a vara do homem que eu tiver escolhido florescerá; assim farei cessar as murmurações dos filhos de Israel contra mim, com que murmuram contra vós.
6 Falou, pois, Moisés aos filhos de Israel; e todos os seus príncipes deram-lhe cada um uma vara, para cada príncipe uma vara, segundo as casas de seus pais, doze varas; e a vara de Arão estava entre as deles.
7 E Moisés pós estas varas perante o SENHOR na tenda do testemunho.
8 Sucedeu, pois, que no dia seguinte Moisés entrou na tenda do testemunho, e eis que a vara de Arão, pela casa de Levi, florescia; porque produzira flores e brotara renovos e dera amêndoas.
9 Então Moisés tirou todas as varas de diante do SENHOR a todos os filhos de Israel; e eles o viram, e tomaram cada um a sua vara.
10 Então o SENHOR disse a Moisés: Torna a pôr a vara de Arão perante o testemunho, para que se guarde por sinal para os filhos rebeldes; assim farás acabar as suas murmurações contra mim, e não morrerão.
11 E Moisés fez assim; como lhe ordenara o SENHOR, assim fez.

OS UNGIDOS DOS ÚLTIMOS DIAS

 

134     Notem aqui, Moisés foi a Arão. Moisés ia ser Deus! Deus lhe disse que fosse Deus! Disse-lhe, “Seja tu Deus, e deixa que Arão teu irmão seja teu irmão seja teu profeta. Ponha as palavras em sua boca se tu não podes falar bem.” Disse, “Quem fez ao homem mudo? Quem fez ao homem que fala?” O Senhor o fez. E ele se foi para ali. Que foi que o fez? Operou um milagre justo e verdadeiro, o qual Deus havia dito que fizesse. Deus lhe disse, “Lança tua vara.” A recolheu, e era uma serpente. Ele a tomou, e se tornou numa vara. Lhe disse, “Vá e faça-o diante de Faraó, e diga, “Assim Diz o Senhor.”

 

VÉU A DENTRO

143     E logo depois de deixar esse segundo átrio (santificação) eles entravam nesta vida consagrada; entravam na presença de Deus e enquanto estavam ali, ali era onde tinham essas grandes coisas. Aqui há um tipo formoso, pois se algo morto entrasse ali, voltava à vida. Havia você pensado nisso? Eles tomaram a vara de Arão e a puseram ante a presença deste Lugar Santo e quando o fizeram, numa noite reverdeceu, floresceu e deu amêndoas -- em uma noite. Pense nisso. Na presença de Deus. Esta velha vara de amêndoas posta ante a presença de Deus reverdeceu, floresceu e deu seu fruto de amêndoas numa noite. Que foi que ocorreu? Que classe de vara era? Era uma vara de amendoeira. Isso era o que ele tinha tirado dela; a vara foi tirada de uma amendoeira. E você às vezes é uma vara; e você é um humano tirado da rama da humanidade, a qual foi criada  filho de Deus no princípio. Você pode haver caído, morrido, afastado de Deus, porém por isso na criação, você foi criado para ser um filho de Deus. Você pode transbordar pelos arredores e ser respeitado e honrado nos átrios, porém se alguma vez você consegue entrar nesse lugar glorioso e esconder-se com Deus, você produzirá o que está ordenado a produzir.

ADOÇÃO - POSIÇÃO NO CORPO DE CRISTO

136     Tome o velho tabernáculo, qual era a primeira coisa que eles faziam? Entravam para o pátio, os Gentios. O seguinte era o altar de bronze, onde eles lavavam o sacrifício na bacia de ouro. O seguinte era a morte do sacrifício, e a aspersão do sangue sobre o altar. Então, uma vez por ano, Arão ungia (com que?) com o perfume da Rosa de Sarom, com o óleo precioso no qual estava o perfume, eles o derramavam sobre sua cabeça, isto caía exatamente até a bainha de seus vestidos. Observe como este homem tinha que ir detrás da cortina, uma vez por ano, levando diante dele o sangue para o Lugar de Misericórdia. E certo ano ele levou sua vara e a deixou. Quando eles voltaram depois disto, ela havia florescido e dado botões. E a velha vara que ele havia carregado talvez por quarenta anos no  deserto, colocada naquele lugar Santo! Observem, quando  eles tomaram o sangue do pacto, o sangue, ele foi ungido. E ele tinha vestimentas e nelas tinha pequenas campainhas tocando, uma romã e um sino. E aquele homem tinha que andar de uma certa maneira que todas as vezes que ele movia sua perna, e movia assim e dava seu passo, e cantava "Santo, Santo, Santo é o Senhor. Santo, Santo, Santo é o Senhor. Santo, Santo, Santo é o Senhor". Oh, que coisa!

Vara de Arão