O filho do homem vindo nas nuvens e numa nuvem


No livro “Uma Exposição das Sete Eras da Igreja” página 23, assim está escrito:

Apocalipse 1:7 – Eis que vem com as nuvens, e todo o
olho o verá, até os mesmos que o transpassaram e todas as
tribos da terra se lamentaram sobre ele. Sim. Amém.
Ele está vindo. Jesus está vindo. Deus está vindo. O
profeta está vindo. O sacerdote e rei está vindo. O tudo em
todos está vindo. Ora vem senhor Jesus, vem cedo. Amém.
Ele está vindo, ele está vindo nas nuvens, nuvens de
glória como quando ele foi visto sobre o monte da
transfiguração e suas vestes estavam brilhando enquanto o
poder de Deus o envolvia. E todo o olho o verá. Isso significa
que não é o arrebatamento. Isto ocorre quando ele vier
assumir seu posto legítimo como governante mundial. Isto
ocorre quando aqueles que o tem transpassado com seus
credos e doutrinas denominacionais prantearão e todas as
pessoas se lamentarão com terror por causa daquele que é a
palavra.
Esta é a história da revelação de Zacarias 12:9-14.
Zacarias profetizou isto cerca de 2.500 anos atrás. Está para
acontecer. Ouça: E acontecerá, naquele dia, que procurarei
destruir todas as nações que vierem contra Jerusalém; e
sobre a casa de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém,
derramarei o espírito da graça e de súplica; e olharão para
mim a quem transpassaram...
Agora quando o evangelho volta aos judeus? Quando
o dia dos gentios estiver terminando. O evangelho está
pronto para voltar aos Judeus. Oh, se eu pudesse apenas lhe
dizer algo que está para acontecer bem neste nosso dia. Esta
grande coisa que está para acontecer conduzirá para
Apocalipse 11, e apanhará aquelas duas testemunhas,
aqueles dois profetas, Moisés e Elias, elevando o evangelho
de volta aos Judeus. Estamos prontos para isto. Tudo está em
ordem. Assim como os Judeus trouxeram a mensagem para os gentios, da mesma forma os gentios a levarão exatamente
de volta aos Judeus e o arrebatemento virá.
Agora recorde o que lemos em Apocalipse e Zacarias.
Ambos vem logo após a tribulação. A igreja dos primogênitos
não passa pela tribulação. Nós sabemos disso. A Bíblia
ensina isso.
Nesse tempo diz que Deus vai derramar seu espírito
sobre a casa de Israel. É o mesmo espírito que foi derramado
sobre os gentios em seu dia. “E olharão para mim, a quem
transpassaram; e o prantearão como quem pranteia por um
unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora
amargamente pelo primogênito. Naquele dia será grande o
pranto em Jerusalém, como o pranto de Hadad-Rimom no
Vale de Megidom. E a terra pranteará, cada linhagem à
parte; a linhagem da casa de Davi à parte e suas mulheres à
parte; a linhagem da casa de Natã à parte e suas mulheres à
parte... e cada uma das casas à parte quando ele vier nas
nuvens de glória em sua segunda vinda. Aqueles Judeus que
o transpassaram o verão como diz em outra escritura: “De
onde recebestes estas feridas?” E ele dirá: “Na casa de meus
amigos”


Quando diz: “Quando ele vier nas nuvens de glória em sua segunda vinda.” Segunda vinda aqui é para os Judeus, a segunda vinda de Cristo aos Judeus.
No início desta citação do livro das eras, o profeta disse que Apocalipse 1:7: “Eis que vem com as nuvens e todo olho o verá”. É quando ele vier para assumir como legítimo governante da terra. Quando vier para julgar; julgará tanto aqueles que na cruz o transpassaram com uma lança juntamente com toda aquela geração de Judeus, como também os que o transpassaram com seus credos e doutrinas denominacionais.
Trata-se do julgamento, é quando todo o olho o verá.

Em São Mateus 24:29,30:

E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol
escurecerá e a lua não dará a sua luz e as estrelas cairão do
céu e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá
no céu o sinal do filho do homem e todas as tribos da terra se
lamentarão e verão o filho do homem, vindo sobre as nuvens
do céu com poder e grande glória. E ele enviará os seus
anjos com rijo clamor de trombeta...


Esta escritura diz que depois que o sol escurecer, depois que a lua não der sua luz, depois que as estrelas cairem do céu, então aparece o filho do homem vindo sobre as nuvens de glória. Esse acontecimento é depois do rapto, quando já as pragas caem sobre a terra; é o tempo que o filho do
homem (Cristo, a palavra) aparece para os 144.000, através de Moisés e Elias, pois diz: E ele enviará os seus anjos”. Na mensagem “O Sétimo Selo” o irmão Branham diz: “Não um, mas seus anjos, dois”.

Em São lucas 21:25-27:

E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na
terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do
mar e das ondas; homens desmaiando de terror, na
expectação da coisas que sobrevirão ao mundo. Porquanto as
virtudes do céu serão abaladas e então verão vir o filho do
homem numa nuvem com poder e grande glória.


Diferentemente de Mateus 24:29,30; aqui fala de sinais no sol, na lua e nas estrelas; porém não é ainda o escurecimento do sol, da lua e estrelas caindo do céu, mas nesse tempo os homens estariam perplexos devido as coisas que estão para acontecer, pois diz: “Na espectação das coisas que sobrevirão ao mundo. Porquanto as virtudes do céu serão abaladas.” E é nesse tempo então, antes do sol escurecer, a lua, as estrelas caírem do céu, devido as virtudes do céu serem abaladas; é nesse tempo de sinais no céu, nesse tempo de angústia das nações, nesse tempo de tsunamis e terremotos, nesse tempo de tempestade solar, é exatemente nesse tempo que verão vir o filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória.
Vimos que conforme Apocalipse 1:7. “Ele vem com as nuvens e todo olho o verá”, isto é, no julgamento. Vimos em Mateus 24, que o filho do homem vem sobre as nuvens e envia seus anjos (Moisés e Elias) aos
144.000 e vimos que o filho do homem vem numa nuvem; esta escritura está relacionada com Apocalipse 10:1: “E vi outro anjo forte que descia do céu vestido de uma nuvem”.

Em Atos dos Apostólos 1:8-11 lemos assim:

Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de
vir sobre vós; e ser-me-ei testemunhas, tanto em Jerusalém
como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra e
quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma
nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos e estando com os
olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto dele se
puseram dois varões vestidos de branco, os quais lhes
disseram: varões galileus, porque estais olhando para o céu? Esse Jesus que dentre vós foi recebido acima no céu, há de
vir assim como para o céu o vistes ir.


Veja, verão vir o filho do homem numa nuvem e vi outro anjo forte que descia do céu vestido de uma nuvem (o irmão Branham disse: “esse anjo forte é Cristo”) e quando subiu uma nuvem o recebeu (e nos foi dito que haveria de descer da mesma forma), em I Tessalonissensse 4:16 lemos que: “... o mesmo senhor descerá do céu com alarido...
Irmão, irmã, isso já se cumpriu. O mesmo senhor que foi recebido numa nuvem quando subiu ao céu já desceu como para o céu subiu; foi até fotografado, o mesmo senhor , a mesma unção, o mesmo ministério de filho do homem; ela já apareceu numa nuvem.

Fonte: A voz do Profeta

O filho do homem vindo nas nuvens e numa nuvem