A manifestação do filho do homem e a vinda de Jesus numa nuvem

Lucas 17:22-30: E disse aos discípulos: dias virão em que desejareis ver um dos dias do filho do homem e não o vereis. E dir-vos-ão: Ei-lo aqui, ou ei-lo ali. Não vades nem o sigais. Porque como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do do céu até a outra extremidade, assim será também o filho do homem no seu dia. Mas primeiro convêm que ele padeça muito e seja reprovado por esta geração, e como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do Homem. Comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca e veio o dilúvio e os consumiu a todos.

Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam e edificavam, mas nos dias em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e os consumiu a todos, assim será no dia em que o filho do homem se há de manifestar.

         Nesta escritura Jesus está falando de si próprio. “Primeiro convém que ele padeça muito.” (Quem padeceu muito?). “E seja reprovado por esta geração” (Quem foi reprovado?). “E como aconteceu nos dias de Noé, nos dias de Ló, assim será no dia em que o Filho do Homem se há de manifestar.”

Jesus estava dizendo aos discípulos que ele mesmo voltaria a se manifestar; quando o mundo estivesse na condição do tempo anti-diluviano, na condição do tempo de Sodoma e Gomorra. De maneira nenhuma isso tem haver com o arrebatamento, pois Jesus disse que se manifestaria como filho do homem (profeta).

Jesus se manifesta em três nomes de filho: Filho do homem (profeta), filho de Deus (Sacerdote), filho de Davi (rei). O irmão Branham assim falou na mensagem “O Desvelar de Deus” 65, 69-70.

         Agora note, quando ele veio, ele teve que vir como filho do homem, porque a santa escritura disse que ele viria: “Deus levantaria um profeta para eles”. Portanto ele não poderia vir chamando a si mesmo como filho de Deus, porque não era aquela dispensação. Ele era o filho do homem profetizando, para cumprir, e revelando a eles todas as coisas que haviam sido feitas e tipificou o que ele era. Então ele estava na Terra como Filho do Homem.     
         Logo depois que o Espírito Santo veio, ele era então o filho de Deus. Deus é espírito. Ele era o Espírito Santo, filho de Deus. Ele viveu através das eras da igreja como filho de Deus.
         Agora, no milênio, ele será filho de Davi, assentado sobre o trono do pai, Davi. Ele é o filho de Davi.

         Em nossos dias o senhor Jesus Cristo manifestou-se na Terra através do profeta de Malaquias 4: Este profeta manifestou ao mundo o profeta maior Jesus Cristo, “O Filho do Homem”. Para assim cumprir. Lucas 17:30: Quando o mundo estivesse na condição de Sodoma e Gomorra, na condição do tempo de Noé; o filho do homem voltaria a se manifestar na Terra.

No dia 26 de janeiro, após o falecimento do irmão Branham, em 24 de dezembro de 1965, foi realizado um culto memorial em tributo ao irmão William Marrion Branham, no Hotel Ramada Inn, na ciadade de Phoenix – AZ – EUA.

O evangelista pentecostal, mundialmente conhecido, T.L. Osborn, assim falou em uma parte de seu sermão, no referido culto:

         Muitos vão me considerar um profano, ou alguém que está desviado doutrinariamente pelo que eu vou dizer (mas isto não me importa). Deus desceu novamente à Terra em carne humana, Deus neste tempo tem procurado mostrar-se novamente a nós, querendo ele nos trazer a memória de como ele foi aqui na Terra, enviou um homem de pequena estatura, do campo, sem educação escolar; enviou-nos um profeta, no sentido total da expressão; um profeta de Deus..., ...o irmão Branham foi um homem enviado como sinal especial a esta geração, como sinal sobrenatural numa medida extraordinária.
         Por que? Não tinha feito antes, quando ele esteve na Terra caminhando pelas ruas da Palestina? Por que se repete de novo? Ele quis fazê-lo para que não houvesse desculpas, para que esta última geração saiba como ele foi, com quem pareceu, como é a nova criatura. Ele quis recordar no irmão Branham sua imagem, seu ministério como foi nos dias de sua carne.

Assim disse o irmão Branham na mensagem: “Os Ungidos dos Últimos Dias”. 260, 269.

         No mesmo dia em que o Filho do Homem for revelado. Apocalipse 10:1 ao 7, leia-o quando você chegar em casa, a mensagem do sétimo anjo abrindo os selos. O que é? Não o anjo que é o filho do homem, mas o mensageiro está revelando o filho do homem. Pode você separar isto agora? É aí onde parece ser tão difícil para você, veja você. Não o filho do homem, ele próprio; mas o sétimo anjo, o sétimo mensageiro, está revelando ao público o filho do homem... , ...Não fui eu aquele que apareceu lá no rio, eu estava somente de pé quando ele apareceu. Não sou eu quem realiza estas coisas e prediz estas coisas que acontecem tão perfeitas como são; eu sou somente quem está perto quando ele o faz. Eu fui somente uma voz que ele usou para dizê-lo. Não foi o que eu sabia; é a quem eu simplesmente me entreguei, por quem ele falou. Não sou eu, não foi o sétimo anjo, sua mensagem; foi o mistério que Deus revelou. Não é um homem; é Deus. O anjo não era o filho do homem; ele era o mensageiro do filho do homem. O filho do homem é Cristo; ele é aquele de quem você está se alimentando. Você não está se alimentando de um homem, um homem suas palavras falharam, mas você está se alimentando do infalível corpo-palavra do filho do homem.

         Lembre-se, conforme Apocalipse 5, “O único digno de abrir o livro selado com sete selos é Jesus Cristo”. Em Apocalipse 5, João chorava porque o livro estava fechado. Em Apocalipse 10, o anjo forte está descendo à terra com o livro aberto. Apocalipse 10:1, 2 diz:

“E vi outro anjo forte, que descia do céu, vestido de uma nuvem e por cima de sua cabeça estava o arco celeste e o seu rosto era como o sol e os seus pés como colunas de fogo; e tinha na sua mão um livrinho aberto...”

         Este anjo forte é Jesus Cristo; tinha o arco celeste que simboliza o pacto feito com o homem, quando falou foi com voz de leão, ele é o leão da tribo de Judá.

Apocalipse 10:3 - “E clamou com grande voz como quando brama o leão.” Este anjo forte é Jesus voltando a terra para cumprir sua promessa que se manifestaria como filho do homem, não teria que nascer de uma virgem, esta parte das escrituras já se cumpriu, mas desta feita usaria um vaso, um filho do homem. Perguntaram ao irmão Branham na mensagem “Perguntas e Respostas 2”

         – É o irmão Branham o filho do homem?

         – Não! O filho do homem é Cristo, eu sou um filho do homem.

Um filho do homem é um profeta, você encontra Deus falando com Ezequiel chamando-o sempre de filho do homem; mas o filho do homem é Jesus Cristo. Um filho do homem é um profeta de Deus, o filho do homem é Deus o profeta.

O anjo forte de apocalipse 10:1, é Jesus voltando como a palavra diz que voltaria. Atos 1:9-11.

         E quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos. E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia eis que junto dele se puseram dois varões vestidos de branco, os quais lhes disseram: varões galileus, porque estais olhando para o céu? Esse Jesus que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.

         Quando Jesus subiu ao céu, uma nuvem o envolveu e haveria de descer da mesma forma. É extamente o que lemos em Apocalipse 10:1 “E vi outro anjo forte que descia do céu vestido de uma nuvem”. Apocalipse 10:1. A vinda de Jesus numa nuvem não é o arrebatamento da igreja (muito embora faça parte do processo do rapto). Sua vinda na nuvem é para abertura dos sete selos; para a revelação dos sete trovões, para manifestar-se como Filho do Homem. Em Lucas 21:25-28 lê-se assim:

         E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústias das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas; homens desmaiando de terror, na expectativa das coisas que sobrevirão ao mundo. Porquanto as virtudes do céu serão abaladas e então verão vir o filho do homem numa nuvem com poder e grande glória.

         Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima.

O irmão Branham fez referência a esta escritura na mensagem “Fazendo uma Obra para Deus Fora de sua Vontade – 167.

         Em Tucson seus grandes observatórios tiraram a foto disto lá em cima, continuam admirados com o que aconteceu. “O que é isto?” Eles continuam colocando nos jornais; “sabe alguém algo a respeito? O que, como pode isto acontecer? Não há nevoeiro lá em cima, não há ar, não há nuvem, uma altura de trinta milhas no ar!” Oh! Haverá sinais sobre os céus. E quando estas coisas tomarem lugar, terremotos em diversos lugares, então aparecerá nos céus os sinais do filho do homem. Naquele dia (Lucas) o filho do homem revelará a si mesmo outra vez e será revelado a si mesmo, e o mundo parecerá Sodoma e Gomorra.

         Oh irmãos, não sejais ignorantes às coisas espirituais. Vêem? Examinai as escrituras, pois você pensa nela; você tem vida eterna e são elas que da palavra testificam, são elas que da verdade testificam, as coisas as quais Deus está fazendo nesta hora.

         Depois que o filho do homem (Jesus) é visto numa nuvem, o rapto não tem acontecido ainda (Lucas 21:28).

         “Ora, quando estas coisas (terremotos, bramido do mar, o filho do homem numa nuvem) começarem a acontecer olhai para cima e levantai a vossa cabeças, porque a vossa redenção está próxima.”
I Tessalonisenses 4:16 – Porque o mesmo senhor descerá do céu com alarido e com voz de arcanjo e com trombeta de Deus.

Esta escritura diz que o mesmo senhor descerá do céu com alarido, em Apocalipse10, diz que o anjo forte que desce do céu vestido de uma nuvem; quando clamou com voz de leão, sete trovões fizeram soar as suas vozes, (houve um alarido, um clamor).
Tessalonissense 4:16 é a mesma coisa, o mesmo evento, a mesma profecia.

 

         O irmão Branham falou que durante as eras, Jesus esteve no ofíco de fiho de Deus. No milênio será Filho de Davi, mas antes disso, no entremeio, voltaria a manifestar-se como filho do homem. Mensagem “Provando sua Palavra” (16/08/1964) 221.

         Agora, depois de 1900 anos com as eras da igreja passadas... , ... depois de mil e novecentos anos e estamos no fim da era de Laodicéia, ele prometeu em Lucas 17:30, que este mesmo filho do homem (ele prometeu isto) seria revelado nos dias como foi em Sodoma, sobre a terra. Ele fez isso? Isso tem que ocorrer? É impossível... Agora lembre-se, ele veio em três nomes: O Filho do Homem, um profeta; o filho de Deus, o espírito, o filho de Davi, para o milênio, mas no entremeio, esta conjunção, agora de acordo com suas próprias palavras, no dia quando o filho do homem será revelado, revelar-se como (O que? Não filho de Deus) filho do homem. Revelar-se-á de modo diferente. Agora o que faz isso? Malaquias 4, exatamente certo.

         A segunda vinda de Jesus não acontece num momento, ela tem seus processos. Em I Tessalonissenses 4:16 diz: “Porque o mesmo senhor descerá do céu com alarido, voz de arcanjo e a trombeta de Deus.”

Na mensagem “O Arrebatamento” 141. “A primeira coisa que vem quando ele começa a descer do céu, há um alarido, que é isto? É uma mensagem para reunir o povo, uma mensagem sai primeiro.”

Nesta mensagem o irmão Branham explica que a voz de arcanjo é para a ressurreição dos mortos e a trombeta de Deus é o chamamento desses que ressuscitaram, juntamente com os vivos já transformados, para se encontrarem com Jesus fisicamente nos ares.
Para esclarecer mais este assunto vamos ter o seguinte em mente: Quem é Jesus? Jesus é o verbo que se fez carne. São João 1:1,14.

         No princípio era o verbo e o verbo estava com Deus, e o verbo era Deus ... , ... E o verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do pai, cheio de graça e de verdade.

         No livro “Uma exposição das Sete Eras da Igreja”, pag. 35 o irmão disse assim:

         E virei-me para ver quem (Apocalipse 1:12, na Bíblia em inglês, versão rei Tiago, em vez de “Quem”, lê-se “A voz que”) falava comigo. E virando-me vi sete castiçais de ouro.”

         João não diz que virou-se para ver aquele cuja voz ouvia, mas virou-se para ver a voz. Oh eu gosto disso. Ele virou-se para ver a voz. A voz e a pessoa são a única e mesma coisa. Jesus é a palavra. João 1:1-3. No princípio era o verbo... Se alguma vez você puder conseguir ver realmente a palavra você estará vendo Jesus.

         Paulo assim escreveu em sua primeira carta aos irmãos de Corinto (I Coríntios 9:1). “Não sou eu apóstolo? Não sou livre? Não vi eu a Jesus Cristo senhor nosso”? Paulo nunca viu Jesus fisicamente, mas ele o viu na coluna de fogo, quando lhe disse: “Eu sou Jesus o Nazareno a quem tu persegues.” Da mesma forma Jesus apareceu nesse tempo, não em seu corpo físico, mas numa aparição teofânica. Segundo a mensagem “Ao Nascer do Sol” - 220:

         Foi ele quem abriu esses selos; ele é esses selos porque toda palavra é Cristo. E Cristo é os selos que foram abertos. Então, que foi a abertura dos selos? Foi a revelação de Jesus Cristo. Os mesmos sete anjos representam as sete igrejas; tudo foi completo e nós nem o podíamos entender. Foram eles os que tiraram a fotografia, não fomos nós. E ali está ele parado, o juiz supremo, mostrando que ele é o alfa e o ômega, o princípio e o fim.

         Que tremenda identificação! O poder vivificador fez isso por nós. O poder vivificador nos permite ver sua vinda. O poder vivificador nos resgatou da morte e nos trouxe à vida!

Mensagem: “Eventos Modernos São Esclarecidos Por Profecia” – 320.

         E então ver aqueles sete anjos descerem sobre o topo daquela montanha lá no Arizona, quando até mesmo as revistas por toda a nação publicaram isto. Ao ver o próprio Jesus lá nos céus, olhando para baixo, e dizendo que “em Apocalipse 10:7, na mensagem do sétimo anjo, estes selos seriam abertos, os mistérios de Deus seriam dados a conhecer”.

         Para pregar a mensagem “Olhe” (após os selos), o irmão Branham usou a escritura de Hebreus 9:28: “Assim também Cristo oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez sem pecados, aos que o esperam para salvação.”

Nos parágrafos 36 e 37 desta mensagem “Olhe”, o irmão Branham assim diz:

         Oh, como um grupo de crentes hoje, reunidos aqui, nós queremos fixar nossos pensamentos. Nossos princípios e coisas, na vinda do senhor. “Olhando para Cristo que aparecerá pela segunda vez sem pecados para salvação daqueles que creem e estão esperando por sua vinda”. Deus aqui, de acordo com o escritor, está nos convidando para examinar e olhar par isto. Nós... O escritor diz aqui que “Nós esperamos por Cristo, pela segunda vez, para vê-lo como ele é.” E nós sabemos que a palavra é Cristo.” No princípio era a palavra e a palavra estava com Deus e a palavra era Deus.” E Hebreus 13:8 diz: “Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente.” Portanto é para a palavra que nós olhamos porque ela é a expressão do que Deus é. E quando Deus veio em Cristo ele era a expressão do que Deus era, e o que quer que ele tenha sido ele permanece sendo, porque ele é eterno e não pode mudar.

         A maioria dos cristãos só imagina o senhor Jesus Cristo num corpo físico, mas quando apareceu para Saulo de Tarso ele era uma luz cegante, e, no entanto disse: “Sou Jesus, o nazareno”! Jesus veio à Terra nesse tempo e se manifestou através do sétimo anjo de Apocalispe10:7. Para assim cumprir Lucas 17:26-30 e demais escrituras. O irmão Branham assim falou na mensagem “Alimento Espiritual a seu Tempo”. 167.

         Agora, se ele nos aparecessse num corpo físico, exatamente com a aparência da cabeça de Cristo aos trinta e três anos, de Hofmann e sangue escorrendo-lhe das mãos, e assim por diante, cicatrizes de cravo nele todo, eu não aceitaria isto. Não, não, não, não. Quando ele próprio vier, “todo olho o verá, toda língua o confessará; e como o relâmpago vem do oriente até o ocidente assim será.” Está vendo? Nós não cremos nestas seitas e clãs. Nós cremos que Deus é a palavra, mas ele se corporifica, tomando o seu corpo e o meu corpo e lhe dá dons, me dá dons, e através destes dons ele se dá a conhecer.”

No parágrafo 160 desta mesma mensagem está assim:

         Deus nos prometeu estas coisas nos últimos dias. Em Malaquias 4 disse Jesus que desceria e se representaria em carne humana como fez em Sodoma.

Na mensagem “A União Invisível da Noiva” 29, lemos assim:

         A história do mundo logo será concluída. Então vamos entrar a um novo dia, ao grande milênio. Isso como um crente, creio num milênio, um milênio reinando com Cristo, mil anos sobre a Terra, o retorno físico do senhor Jesus para tomar um povo físico.

Alguns dizem: Se Jesus já veio, porque então ministram a ceia? (Pois Jesus disse: Façam isso em memória de mim até que eu venha).

O pão da ceia e o vinho, simbolizam a carne e o sangue de Jesus; não é disto que se trata Lucas 17:30, Hebreus 9:28, Apocalipse 10:1, I Tessalonissenses 4:16. Estas escrituras falam da vinda do corpo palavra. Jesus disse assim em Mateus 24:28: “Pois onde estiver o corpo aí se ajuntarão as águias”. Hoje é o tempo das águias, é agora que elas se ajuntam em torno do corpo-palavra.

Na mensagem “Cristo é identificado o mesmo em todas as gerações”, 232 o irmão Branham assim falou:

         Como aconteceu então, assim será novamente. No tempo da tarde haverá luz. Jesus Cristo, o mesmo, o mesmo filho aparecerá novamente em cena, em sua igreja e fará a mesma coisa que ele fez então, mostrando que ele é a palavra manifestada. (No parágrafo 228 está assim.) Agora a única coisa que não está aqui é seu corpo visível.

         O memorial da Santa Ceia é ao corpo físico literal de Jesus Cristo; por isso a ceia é sempre realizada entre os cristãos. É em memória de seu corpo físico que na cruz sofreu por nós.

Na mensagem “A Brecha” 41, o profeta falou assim:

         Recordem, este sétimo anjo está na terra, no tempo de sua vinda. Assim como João estava entregando sua mensagem, ao mesmo tempo que o messias veio nos dias... João Batista sabia que ele o veria, porque era ele quem o introduziria.

         O sétimo anjo está na terra no tempo de sua vinda, pois como João, ele o introduziria, agora ligue isso com o que falou o profeta na mensagem “A Festa das Trombetas”, 307.

         O sétimo anjo, mensageiro diz: eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo! Não, eis minha Metodista, eis minha Batista, minha Pentecostal. Mas a palavra, o filho de Deus, o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

         Depois que João apresentou Cristo ele disse: “Convêm que ele cresça e que eu diminua.” O irmão Branham assim falou na mensagem “O Sétimo Selo”, 326.

         Talvez seja a hora, pode ser a hora agora, que esta grande pessoa que estamos esperando entre em cena. Talvez este ministério, pelo qual tenha tentado levar as pessoas de volta à palavra, tenha feito o alicerce; e se tem feito, eu estarei lhes deixando para sempre. Não haverá dois de nós aqui ao mesmo tempo. Vêem? Se houver, ele crescerá; e eu diminuirei.

Antes da abetura dos selos, em junho de 1962, na mensagem “Pondo-nos ao Lado de Jesus” 58...

         Lá embaixo, o anjo que disse aquelas palavras para mim: como João Batista foi enviado para precursar a primeira vinda de Cristo, sua mensagem..., Eu tinha que levar esta mensagem, e ela precursaria a segunda vinda de Cristo... , ... se aquilo é isto, então o tempo está à mão realmente, porque a mensagem terminou. (Parágrafo 61). Isto poderia ser o fim do meu caminho; isto poderia ser a vinda do senhor; isto poderia ser a transformação do dia; isto poderia ser a vinda daquele poderoso...

         Na mensagem “Qual a Atração Sobre a montanha”. – 142 o irmão Branham disse:

         E outro dia, lá de pé, virei a foto para a direita, e lá está Jesus como Ele estava nas Sete Eras, com a cabeleira branca, mostrando a Suprema Deidade. Ele é o Alfa e o Omega; Ele é o Primeiro e o Último; Ele é o Juiz Supremo de toda a Eternidade, lá de pé, CONFIRMANDO A MENSAGEM DESTA HORA. E lá haverá Luz no tempo do entardecer! O que é tudo isto? O que era isto?

         A mensagem da hora que o irmão Branham se referiu trata-se da mensagem do sétimo anjo enviado à Era de Laodicéia, pois na mensagem “pondo-nos ao Lado de Jesus”, o profeta disse: “A mensagem terminou”. Ou seja, ele já havia falado o recado de Deus para a era, o mesmo aconteceu com Moisés; depois que ele entregou a mensagem no Egito Deus a confirmou visvelmente na montanha. Mensagem “O Desvelar de Deus” - 300

         A Coluna de Fogo aparecendo visivelmente entre nós, identificando que a Mensagem está correta, como Ele fez no monte Sinai. Lembre-se, antes da verdadeira mensagem aparecer, Moisés pregou e ele os guiou para fora do Egito; porém ali, antes que os verdadeiros mandamentos fossem estabelecidos [os Selos fossem apresentados], DEUS DESCEU DIANTE DAS PESSOAS e provou que Moisés era enviado Dele, [isso mesmo?] em uma Coluna de Fogo que Moisés disse que virá em uma sarça e que falará com Ele.

         Depois que veio o poderoso, o Cristo, o mesmo senhor que desceu do céu, a palavra, o anjo forte, o verbo, o livro aberto... daí então disse: “Não haverá dois de nós aqui... Veja o que o irmão Branham disse na mensagem “A Festa das Trombetas”, 113: “Como ele vai aparecer nos últimos dias, é para trazer o povo de volta à palavra, de modo que a noiva conheça seu esposo, conheça seu companheiro, a palavra revelada”.

Quando o irmão Branham disse: “A mensagem terminou”, ele se referia à mensagem enviada à era de Laodicéia, a mensagem que ele foi comissionado a trazer; depois disso veio o ministério do filho do homem, revelando os ministérios para aqueles que saíram de Laodicéia.


Fonte: A voz do Profeta